rss
email
twitter
facebook
Outro dia, estava, junto com a minha mãe, assistindo um daqueles campeonatos bizarros que existem pelo mundo.

A PESSOA MAIS FORTE DO MUNDO!

Sujeitos absurdamente musculosos, com faixas enroladas no braço e veias saltadas por toda a parte, fazem levantamentos de carros, botijões de ar comprimido, esferas de concreto e coisas do tipo, tentando provar que são mais fortes que os seus adversários. Confesso que em alguns momentos era difícil não dar risada...


Lá pelas tantas, principalmente quando os caras faziam muitas repetições de um determinado exercício, eu já estava com a mente viajando por aí.


Pensei em coisas brilhantes (pelo menos pareciam, naquela hora) e em algumas besteiras (que seriam besteiras a qualquer hora).


Lembrei de coisas que me aconteceram quando pequeno: quedas de bicicleta, jogos de futebol descalço, pulos de corda, rodadas de pião, etc. Claro que as más lembranças também passaram na cabeça.


Quando voltei pro sofá - fisicamente, nunca saí - olhei pro meu lado e percebi que aquela competição que assistia era inútil. Estava ali, do meu lado direito, a pessoa mais forte do mundo.


***


Postado originalmente em 3 de agosto de 2009.

1 Comment

  1. Elsa Villon On 18 de agosto de 2010 14:59

    Que bonito isso!

     

Postar um comentário

O que você me diz?

Related Posts with Thumbnails